DICAS DE MANEJO COMPORTAMENTAL NA ESCOLA

Atualizado: Set 15


Qual professor ou educador que não tem uma história de alunos com comportamento inadequado em sala de aula, e precisou de ajuda e estratégias para conseguir o manejo?

A Psicóloga Comportamental da SabiaMente dá algumas dicas para ajudá-los.

DICAS:

– Deve-se reforçar positivamente os comportamentos adequados e NÃO se deve reforçar os comportamentos inadequados. Quando ocorrer um comportamento inadequado, deve-se ensinar o comportamento adequado que é esperado. Repete-se o ensino todas as vezes que sejam necessárias e controla-se o ambiente para evitar que eventos do ambiente determinem, propiciem ou favoreçam a emissão de problemas de comportamento ou comportamentos inadequados.

– As recompensas só devem ser dadas à criança se ela apresentar um comportamento adequado, pois ela poderá aprender que não precisa respeitar e cumprir a instrução / regra dada pelo professor porque, mesmo assim, haverá uma consequência positiva.- Deve-se prestar atenção para o tipo de estímulo que a criança gosta ou prefere para usá-lo como reforçador.

– Reconhecer um comportamento e entender o que acontece antes e depois. O que acontece depois, a consequência, pode ser reforçadora ou não.

– Uso de instruções claras, diretas e simples para cada tarefa orientada

– Uso de estímulos visuais para o estabelecimento de rotina e instruções

– Ensino de comportamentos de obediência a regras

– Ensino de comportamentos de solicitação

– Estímulo ao desenvolvimento da autonomia e da independência

– Controle de estímulos antecedentes e consequentes para facilitar a emissão de comportamentos adequados

– Uso de avaliação da funcionalidade do comportamento

– Utilização de reforçamento positivo para modificação de comportamento

– Alunos com TEA que têm deficiência intelectual precisam de currículos adaptados (sobrepostos)

– Fragmente a instrução ou informação em partes menores para aumentar a atenção.

– Use estratégias visuais para ajudar a criança a obter atenção e entendimento.

– Ensine como usar os olhos e o corpo para ouvir.

– Estimule o aluno a entender o conceito de se colocar no lugar do outro e estimule-o a se colocar no lugar dos coleguinhas.

– Ensine uma resposta clara de iniciação.

– Recompense sucessos.

– Ajude o aluno a ter acesso a novas informações e a novos comportamentos.

– Demonstre para a criança que, quando ela diz uma palavra inteira (ou frase, a depender da criança), de forma clara, ela consegue mais rapidamente o que quer do que quando faz gestos ou diz outras palavras não relacionadas ao que quer.

– Combine o interesse da criança com a atividade. Faça cartazes com o nome, desenhos e/ou figura das atividades; deixe a criança escolher qual ela quer realizar ou a ajude na escolha; realizem a atividade juntos. Quando a criança estiver motivada, tente fazê-la dizer a palavra.

Marília Frota Pinho

Atende para Psicóloga e Neuropsicóloga na SabiaMente

Graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Especialista em Neuropsicologia pela Residência Multiprofissional com ênfase em Neurologia e Neurocirurgia. Mestranda em Neurologia e Neurociências pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Pós-graduanda em Neuropsicologia pelo Hospital Israelita Albert Einstein.

#comportamento #escola #professor

201 visualizações
whats.png