Primeiros passos para investigar em uma criança que está apresentando dificuldade para aprender

Atualizado: Set 15

A dificuldade de aprender pode ser devido a dificuldades sensoriais?


1º passo: O primeiro passo é checar o funcionamento cerebral. Procure um pediatra e neurologista. Eles lhe solicitarão alguns exames de sangue e de imagem para verificar se seu organismo está funcionando de maneira correta.


2º passo: verificar o funcionamento dos órgãos do sentido, principalmente a visão e audição. É importante fazer anualmente uma visita ao oftalmologista e ao otorrinolaringologista. Realizar a audiometria uma vez por ano é a indicação dos pediatras, principalmente em crianças em fase escolar. Em sala de aula, o sentido mais utilizado é a audição, então se lembre de checar se está funcionando de forma satisfatória.


3º passo: Se estiver tudo bem, procure verificar se as funções sensoriais estão funcionando plenamente. O cérebro possui neurônios que são responsáveis por captar as informações do ambiente e por meio de impulsos elétricos ou químicos.


As informações podem chegar corretamente ao encéfalo (parte cerebral), porém, a dificuldade poder estar na maneira como o cérebro percebe estas informações, ou como o cérebro dá o significado às informações. A percepção pode não ocorre como deveria.


Um exemplo disso é quando a pessoa enxerga o objeto corretamente, mas não consegue dar o nome ou nomear este objeto. Isto acontece porque o cérebro apresenta dificuldade em associar a imagem vista com o arquivo de memória semântica (ou de nomes) armazenados em sua memória.


4º passo: se tudo até aqui estiver bem, vamos ao quarto passo. Verificar o funcionamento das funções cognitivas e psicológicas. A emoção ou motivação são aspectos importantes para a aprendizagem. Na avaliação neuropsicológica além de verificar as questões emocionais o psicólogo irá verificar o quociente de inteligência (QI) e também todas as funções cognitivas de atenção, memória, visuopercepção, visocontrução, linguagem, raciocínio lógico e também os conhecimentos escolares.


Algumas crianças precisarão também realizar avaliações interdisciplinar ou com outros profissionais como fonoaudiólogo, psicopedagogo, terapeuta ocupacional e psicomotricista.


5º passo: realizar as intervenções necessárias para ajudar a criança


Lembrando que cada criança tem seu ritmo de desenvolvimento, porém  alguma necessitam de ajuda no processo de desenvolvimento. As avaliações são importantes para certificar-se de que tudo está na mais perfeita ordem, quais são os pontos fortes e os fracos de seu funcionamento cerebral e emocional.


A parceria entre a escola, médicos, terapeutas e famílias é importantíssima para auxiliar a criança a atingir os objetivos mais rapidamente.


Alessandra Bizeli Oliveira Sartori

Coordenadora da Clínica SabiaMente Pedagoga - Psicopedagoga - Psicanalista Mediadora do PEI Mestre em saúde da criança e do adolescente pela UNICAMP



25 visualizações
whats.png