Quanto tempo por dia seu filho brinca?

Atualizado: Set 2


Atualmente as crianças brincam pouco, e por diversas razões: as agendas lotadas de atividades escolares, compromissos diários como ballet, judô, natação, aula de música, de violão, inglês, etc. Todas atividades importantes para o futuro dela, sem dúvida. Porém, não lhe sobra tempo para fazer a coisa mais importante nesta fase: BRINCAR!

Isso mesmo, o brincar desenvolve habilidades importantíssimas e necessárias para aprender os conteúdos escolares. É brincando que as crianças constroem as noções lógico-elementares, sem falar na questão emocional e social como aprender a dividir, a esperar a vez, a lidar com as frustrações, etc.

Eu sou de uma geração que brincou na rua (morava no interior de São Paulo), minha casa vivia cheia de primos e crianças. Estudava meio período, fazia as lições de casa e o restante do meu tempo era inteiramente dedicado ao brincar. Fazia expedições no sítio do meu avô, subia em árvores para apanhar frutos, nadava em riachos e rolava em poças de lama. Infelizmente, muitas crianças não tem este privilégio e também sei que é muito perigoso brincar na rua! Mas será que naquele tempo também não era? Sempre fico me perguntando isso! Os pais nem ficavam sabendo de muitas coisas perigosas que fazíamos, como subir em árvores enormes.

Hoje eu moro em um condomínio com uma excelente área de lazer, com muitas crianças, mas a coisa mais difícil é ver as crianças brincando. Durante a semana, isto é quase impossível. Elas têm muitas obrigações a fazer e não dá tempo para brincar, ou então, brincam em casa mesmo, no tablet, ou computador, assistem televisão, enfim.

Pais, precisamos repensar no nosso modelo de educação. Precisamos verificar se menos não pode ser mais. Será que é realmente importante que nosso filho faça tantas atividades fora da escola? Será que não estamos deixando eles muito tempo usando meios eletrônicos?

Bom, espero que o post de hoje tenha te ajudado de alguma forma! Se quiser mais dicas de estudos, educação, desenvolvimento infantil, acompanhe a SabiaMente nas redes sociais:

FACEBOOK / INSTAGRAM / YOUTUBE

Alessandra Bizeli Oliveira Sartori

Pedagoga - Unopar

Psicopedagoga - Unifev

Mestre em saúde da criança e do adolescente - UNICAMP

Especialista em Reabilitação Neuropsicológica - IPAF

Mediadora de Pei (Programa de Enriquecimento Instrumental) pelo International Institute for the Enhancement of Learning Potential de Feuerstein (Israel)

Extensão em Psicanálise.

#brincar #desenvolvimentocognitivo #aprendizagem #socialização

whats.png